Perguntas & Respostas (e Guia Bnei Noach)

Bnei Noach e o Yom Kipur e Sucot

A Fé Original: Noaismo.info
O Site Bnei Noach

 

B”H

 

Perguntas & Respostas

 

Por Rabi Asher Cacua

 

Pergunta:

Qual é o nosso papel, como noaítas (bnei Nôach), nas festividades de Ióm Kipúr e Sucót?

 

Resposta:

Graças a Hashém se aproxima o dia da festividade de Yóm Kipúr. Nos encontramos agora nos dias intermediários entre Rosh Hashaná e Ióm Kipúr. Sabemos que em Rosh Hashaná são julgadas todas as pessoas neste mundo, judeus e não-judeus, e que Hashém decreta neste dia as coisas que hão de acontecer no novo ano, como por exemplo, quem vai morrer e quem vai viver, as guerras que virão ou não, quem adoecerá e quem não, é decretado cada real que vamos receber no novo ano etc. Isto pode parecer “predestinação” mas não o é, já que muitas coisas podem ser mudadas se fazemos teshuvá, e este é precisamente o objetivo destes dias antes de Ióm Kipúr e do próprio Yom Kipúr, pois no Ióm Kipúr tudo será selado.

 

A diferença entre os povos das nações e o povo judeu é que O CRIADOR nos deu — a nós judeus — mandamentos específicos, ou seja, ELE deu mandamentos exclusivos para o povo judeu, como jejuar em Yom Kipur, somado a todas as demais Halachót como não banhar-se neste dia, não calçar sapatos de coro etc, apenas para mencionar algumas. Mas os bnei Noach (Noaítas) não podem fazer estas coisas neste dia nem sequer de maneira voluntária, enquanto que, por outro lado, podem (sim) fazer outras coisas como abençoar os alimentos, recitar algumas rezas etc. Fazer estas coisas seria cometer chidúsh dat, ou em outras palavras, inventar uma religião ou repudiar sua identidade noaítica.

 

Por outro lado dizer que vocês não podem nem sequer fazer uma introspecção e analisar seus atos, seus erros, estabelecer metas para si mesmos para melhorarem etc, seria equivocado, quer dizer, é um bom conselho que o noaíta procure nestes dias analisar o seu rumo, como melhorar, aprofundar e fortalecer a sua Emuná (fé), bitachón (confiança em D’us) e compreensão da unicidade de Hashém.

 

Quanto à Sucót, o mesmo que foi dito acima até agora se aplica aqui, não há que se construir sucá nem fazer nada das coisas (referentes a Sucót).

 

Rabino Asher Cacua.

 

© Rabi Asher Cacua
© Projeto Noaismo Info: traduzido do espanhol por © Projeto Noaísmo Info

Site Bnei Noach (BRA)_Bnei Noach_Filhos de Noé_Leis Universais_Noaismo.info

https://a-fe-original–noaismo.info/site-bnei-noach-copyright/

Padrão
Bnei Noach, Judaísmo, Perguntas & Respostas (e Guia Bnei Noach)

Proselitismo inconsciente

A Fé Original: Noaísmo.info

O Site Bnei Noach

B”H

PROSELITISMO INCONSCIENTE

Se você deseja se converter ao judaísmo, faça-o da maneira correta e sem buscar caminhos duvidosos, e pare de convencer a todo mundo de que eles também têm de fazê-lo. Acredite você ou não, nem todos querem se converter ao judaísmo e [tais pessoas realmente] são felizes com as suas 7 leis noaíticas. E pare de negar a existência das 7 leis só por causa do seu ego. A negação é apenas uma amostra de tudo o que você ignora. Se você quer ser judeu…ande, seja feliz, se esforce… quem disse que o caminho do convertido é fácil? E deixe os outros serem felizes com as suas 7 leis.
Por que negar as 7 leis existentes antes de “Matán Torá” (Entrega da Torá) apenas por causa do seu ego e do proselitismo inconsciente?
A sabedoria consiste [em estar-se ciente de] que nem todos têm de ser iguais a você e [de que] sempre há uma resposta adequada para cada coisa.

Rabino Asher Cacua
(Maio 2020)

© Har Hamoriáh
© Traduzido do espanhol por Projeto Noaismo Info

https://a-fe-original–noaismo.info/site-bnei-noach-copyright/

Padrão
Bnei Noach, Guia Bnei Noach, Judaísmo, Perguntas & Respostas (e Guia Bnei Noach)

Bnei Noach podem celebrar Pessach?

A Fé Original: Noaismo.info

O Site Bnei Noach

 

Bnei Noach e Pessach (Parte II)

 

B”H

Perguntas & Respostas

Pergunta:
Bnei Noach podem celebrar Pessach?
O que Bnei Noach podem fazer e o que Bnei Noach não devem fazer em Pêssach?

 

Resposta por Projeto Noaismo Info:
Naturalmente, a resposta deveria ser óbvia para todas as pessoas. Ainda assim, há muitos gentios que têm essas dúvidas.
Todas as orientações necessárias sobre o que os Bnei Noach podem fazer e o que os Bnei Noach não devem fazer nos dias da Festividade Judaica do Pêssach em duas partes.

A primeira parte está aqui, com a resposta do Rabi Ashér Cácua, da Ieshivá Pirchéi Shoshaním na Colômbia.

 

Resposta por Rabí Asher Cacua:
É importante esclarecer que um Noaíta não pode observar os dias santos ordenados por Hashém para o povo judeu. Isto inclui festas como o dia do repouso ritual ([isto significa, lembrar de fazer o ritual judaico do Shabát no sétimo dia judaico e observá-lo adequadamente]) ou o Pêssach, pois estes dias foram ordenados apenas para o povo judeu. Observá-los constituiria a criação de uma nova religião e a pessoa não receberia nenhuma recompensa por sua observância.

Se um não-judeu quer cumprir todas as mitsvót relacionadas ao shabát ou à festividade (Pêssach ou qualquer outra) então ele deve converter-se, como diz o Rabi Maimônides (ou Rambám) em Hilchot Melachim 10:
“Um não-judeu que se aprofunda [no cumprimento da] Torá [como praticada pelos judeus] é condenado a morte [pelas “mãos” dos Céus]. Os não-judeus podem se aprofundar apenas nas Sete Leis de Noá. Assim também, um não-judeu que descansa um dia da semana fazendo com que se pareça de qualquer forma a um dia de repouso religioso [judaico] também é merecedor da pena de morte [aplicada pelos Céus]. Nem é preciso dizer que o mesmo vale para fazer festas para si mesmo, como as festividades judaicas. Esta é a regra geral: [ele, o não-judeu] não pode criar uma nova religião e fazer as mitsvót para ele só porque ele quer. Ou ele deve converter-se em um judeu e manter todas as mitsvót ou ele deve abraçar sua fé e não somar ou subtrair dela. Se [um não-judeu] tem se aprofundado na [prática da] Torá [como se fosse um judeu], celebrado um dia de repouso ritual, ou tomado uma mitsvá para si mesmo, ele deve ser advertido de que ele merece a morte por ter criado uma nova religião.”

Quando o Rambám diz “Um não-judeu que se aprofunda na Torá merece pena de morte”, ele se refere a coisas que não tem nada que ver com [a prática das] suas 7 mitsvót, por isso ele diz mais adiante que se (alguém) quer guardar mais que 7 mitsvót então que se converta e guarde todas as mitsvót como deve ser; isto refuta àqueles que dizem que as 7 leis são um obstáculo para a conversão. Porém, há pessoas que querem assumir coisas (práticas ritualísticas) que gostam e por conseguinte acabam criando religiões [dentro do próprio movimento Bnei Noach], mas o conselho do Rabi Maimônides é “ou você se converte em judeu e vive como judeu ou se você não quer assumir todas as mitsvót então que você aceite sua identidade Noaítica e viva de acordo com ela”.

No entanto, há algumas mitsvót que o Noaíta pode fazer (no equivalente ao sétimo dia judaico — o dia para se fazer shabát, ou nos dias das festividades judaicas) de maneira voluntária se ele quiser, como, por exemplo, rezar, abençoar D’us, entre outras, contudo, deve-se indicar-lhe como fazê-las.

Nestes dias de pessach em que o povo judeu está celebrando a saída do Egito, o Noaíta pode fazer uma limpeza dos maus hábitos pessoais que afetam o seu cumprimento das 7 mitsvót e também o seu relacionamento com outras pessoas.

 

© Rabi Asher Cacua
© Traduzido do espanhol por Projeto Noaismo Info

Bnei Noach_Noaismo.info_Copyright_2020

Site Bnei Noach (BRA)_Bnei Noach_Filhos de Noé_Leis Universais_Noaismo.info

https://a-fe-original–noaismo.info/site-bnei-noach-copyright/

—”—

 

Excelente a resposta do Rabi Asher Cacua (dada em março de 2020).

 

Agora, a segunda parte da resposta em (neste nosso post de abril de 2019 no qual já citávamos o Rabi Maimônides):

https://a-fe-original–noaismo.info/2019/04/11/site-bnei-noach-pessach-e-os-bnei-noach/

Site Bnei Noach (BRA)_Bnei Noach_Filhos de Noé_Leis Universais_Noaismo.info

https://a-fe-original–noaismo.info/site-bnei-noach-copyright/

Padrão
A Fé da Torá (Judaica/Noaítica), Bnei Noach, Judaísmo

Boas Qualidades

A Fé Original: Noaismo.info

O Site Bnei Noach

 

B”H

 

Boas Qualidades

 

Disseram nossos sábios:

“Se não há educação, não há Torá.” Os comentaristas explicaram que isto se refere às boas qualidades e à formação ética. Se não há boas qualidades, a Torá não está completa, já que as pessoas não estão refletindo-a bem.

Disse Rabi Shemuel bar Nachmaní que é mais importante a educação do que a Torá, já que a educação antecedeu a Torá vinte e seis gerações, como está escrito: “…para cuidar do caminho da árvore da vida”, o caminho se refere às boas qualidades, a árvore da vida se refere à Torá.

Disse Elishá ben Abuiá:

“Uma pessoa que realiza boas ações e estuda muita Torá se parece com quem constrói uma casa com pedras nos fundamentos e tijolos acima. Ainda que venha uma corrente muito forte não poderá derrubar a parede. Mas uma pessoa que não pratica boas ações e estuda muita Torá se parece com quem constrói os fundamentos com tijolos e a parte de cima com pedras grandes. Então (vem) um pouco de água e a derruba.”

Declara o Talmúd:

“Quem estuda Torá e não cumpre o que estuda, é preferível que não tivesse nascido, já que o principal não é o estudo e sim a prática.” Há muitas pessoas que aparentam ter bons modos, que se conduzem com educação exteriormente para ficarem bem na sociedade, mas que falta-lhes educação interna. A realidade é notada em suas casas, onde se comportam com uma total falta de educação ou boas qualidades.

A educação se absorve da Torá e não é simplesmente uma conduta que se exterioriza dizendo perdão ou grato. Existem pessoas “educadas” a quem falta a interiorização, já que estudam Torá mas (na verdade) carecem de Torá.

Ensinamentos do Rabí Ovadiá Yosef.

 

Por © Projeto Har Hamoriáh, Rabi Ashér Cácua, Ieshivá Pirchêi Shoshaním Colômbia.

© Traduzido e editado por Noaismo.info.

https://a-fe-original–noaismo.info/site-bnei-noach-copyright/

Padrão
Bnei Noach, Perguntas & Respostas (e Guia Bnei Noach)

Bnei Noach e o Shemá Israel

A Fé Original: Noaismo.info

O Site Bnei Noach

 

B”H

 

(Atenção:
Nas palavras transliteradas, o “sh” tem som de “CH”. Exemplos: “Shemá”; “Hashém”.
Nas palavras transliteradas, o “ch” tem som de “RR”. Exemplos: “Chabád”; “Nôach”; “Chidá”; “Birchêi” etc.)

 

Bnei Noach e Shemá Israel

 

Perguntas & Respostas

 

Pergunta: Pode o Noaíta (Ben Noach/Filho de Noá) recitar o Shemá Israel?

 

O Rabi Tzvi Freeman (do Chabad) responde:

O tsadík Rabi Chaim Yosef David Azulai (filho de Yitzchak Zerachiah Azulai), conhecido como Rabi Azulai ou simplesmente o Chidá (/Hida), cerca de 1724-1807, escritor do Birchêi Yoséf, instruiu um Ben Noach (Filho de Noá/Noaíta) a recitar a primeira frase do Shemá Israel (Devarím [Deuteronômio] 6:4) todos os dias.

[A instrução do Rabi Azulai é que se recite Devarím/Deut. 6:4 todos os dias por duas vezes, uma de manhã (após levantar-se) e a outra de noite (antes de deitar-se para dormir).]

 

© Rabi Tzvi Freeman (do Chabad)
© AskMoses.com
© Traduzido do inglês por Projeto Noaismo Info


 

Em seu diário de viagens (“Maagal Tov”), o Chida escreveu:
“Sexto de Tamuz … o Chida escreve que lhe foi oferecida hospitalidade por um não-judeu e seus parentes e no decorrer da conversa o Chida perguntou-lhe no que ele acredita? O não-judeu lhe disse que acredita em Hashem, O D’us de Israel, e depois de questioná-lo um pouco mais sobre isto, o Chida sentiu que este homem era sincero no que dizia. O Chida então lhe disse que já que é assim, ele (o não-judeu) deve dizer todas as manhãs e todas as noites “Shemá Yisrael Hashém Elohênu Hashém Echad – Ouça Israel: Hashém é O Nosso D’us, Hashém é Um” e ele deve cumprir as Sete Leis de Noá e ele deve ter cuidado, de todas as maneiras, com shituf (combinar qualquer outra coisa com a adoração de Hashém), ao contrário, ele deve dedicar-se à unidade absoluta de Hashém, O D’us de Israel. E o não-judeu aceitou e disse que rezaria apenas para Hashém, O D’us de Israel.”

© Projeto Noaismo Info
© Traduzido do inglês por Projeto Noaismo Info

Site Bnei Noach (BRA)_Bnei Noach_Filhos de Noé_Leis Universais_Noaismo.info


 

Devarím [Deuteronômio] 6:4(-7):

“Escuta, Israel*! HaVaYaH é nosso D’us, HaVaYaH é UM SÓ! E amarás HaVaYaH, teu Deus, com todo o teu coração, com toda a tua alma e com todas as tuas posses. E estas palavras que EU te ordeno hoje estarão sobre o teu coração, e as inculcarás a teus filhos, e delas falarás sentado em tua casa e andando pelo caminho, ao deitar-te e ao levantar-te.”

 

* Está registrado na Torá SHEMÁ ISRAELNÃO shemá Noach. Portanto, mesmo se acontecer de algum grupo noaítico equivocada e erroneamente recomendar que se substitua o Israel por Noach, isso não é permitido.


 

Então, é proibido aos Noaítas (Bnei Noach) recitar o Shemá Israel por inteiro?

O Chabad.org explica: “O Shemá é composto de três trechos da Torá, Devarím (Deuteronômio) 6:4-9 e 11:13-21 e Bamidbár (Números) 15:37-41, que começam com a declaração que define o Judaísmo (mas também o Noaísmo): “Ouve, ó Israel, HaVaYaH é nosso D’us, HaVaYaH é UM SÓ.” (Em hebraico, “Shemá Yisrael, HaVaYaH Elo-hênu, HaVaYaH Echád.”) O Shemá então discute algumas bases do Judaísmo: amor a Hashém, estudo de Torá, o princípio da Divina recompensa e punição, e o êxodo do Egito.” E o Chabad.org do Brasil complementa: “Na leitura do Shemá estão contidos os fundamentos da fé (que, portanto, cabe aos Benêi Nôach) e das mitsvót (preceitos) que o povo de Israel deve cumprir.” Ao explicar sobre “as mitsvót (preceitos) que o povo de Israel deve cumprir”, ou, nas palavras do próprio Rabi Tzvi Freeman (que, como já mencionamos, é do Chabad): as práticas que são EXCLUSIVAS do povo judeu, que são mencionadas no Shemá Israel completo, o Chabad.org diz: E “observar as mitsvót, que incluem colocar tefilín no braço e na cabeça e fixar mezuzót nos batentes da casa, a mitsvá de tsitsít e do Êxodo do Egito.”

 

Portanto, a fim de evitar as confusões do tipo “sentir-se ‘judeu'” ou “passar-se por ‘judeu'”, o recomendável é orar o Shemá Yisrael de acordo com as instruções do Rabi Azulai (o Chidá) — como fazem-no a maior parte das comunidades Bnei Noach do mundo dirigidas por Rabinos responsáveis e competentes — ou seja, recitar apenas Devarím/Deut. 6:4(-7), e deixar as outras partes da Oração (usadas pelos judeus tratando de “mitsvót exclusivas dos judeus”) apenas para a leitura da Torá.

 

Para a consideração de um rabino, veja (em espanhol; mas, pode-se utilizar o Google Tradutor para lê-la em português)

www.harhamoriah.com.co/pregunta-un-noajida-puede-recitar-el-shema-israel/

https://a-fe-original–noaismo.info/site-bnei-noach-copyright/

Padrão