Curso Bnei Noach parte 29 – ESPECIAL: 90 LEIS PARA BNEI NOACH

O PROJETO NOAÍSMO INFO APRESENTA

 

MINI CURSO GRATUITO DE INTRODUÇÃO AO TEMA DE BNEI NOACH

 

Idealizado por Projeto Noaísmo Info
Seleção, Organização, Edição: Proj. Noaismo Info

(Veja as palavras do próprio Rav Shimshon Bisker, de Israel, o Rabino Consultor do Projeto Noaísmo Info, sobre o trabalho do Proj. Noaismo Info, e sobre a menção de outros rabinos no Curso Bnei Noach, em:
ABERTURA DO CURSO SOBRE BNEI NOACH)

 

BNEI NOACH: VIGÉSIMA NONA PARTE — ESPECIAL — NOVENTA (90) LEIS PARA OS BNEI NOACH (NOAÍTAS) ×TRADUZIDO EXCLUSIVAMENTE PELO SITE BNEI NOACH: PROJETO NOAISMO INFO×

Por Rav Moshé Weiner
Traduzido do russo exclusivamente por Projeto Noaísmo Info

 

É fato que algumas pessoas que se dizem Bnei Noach se sentem incomodadas com o número 7 (sete) porque elas se questionam (e inclusive perguntam aos rabinos): por que os judeus receberam 613 Mandamentos e os povos do mundo “apenas” 7? Mas será que justamente essas pessoas têm a consciência de
que…

 

“A verdadeira maneira de se aproximar do CRIADOR é cumprir o SEU Desejo, a SUA Vontade.

Então, como parte de um Plano Divino global, O CRIADOR criou judeus e não-judeus no mundo. Você nasceu não-judeu. O que fazer agora, você pergunta?

Se você quer se aproximar do CRIADOR, então a resposta, espero, é óbvia: você deve aceitar seu papel com todo o seu coração, com alegria… . Afinal, esta foi a Vontade do CRIADOR.

O CRIADOR deu aos povos do mundo os Sete Mandamentos de Noé. Para quê? Para que eles possam se aproximar DELE. E você acha que isto é uma ilusão, que isto não a aproxima DELE…

Eu temo que com tal atitude e raciocínio, mesmo quando você passar pela conversão e se tornar judia, você não vai deixar a sensação de que O CRIADOR não precisa de você e que ELE está enganado.

Eu espero que você saiba que, no povo de Israel, nem todos são iguais no serviço [espiritual] ao ONIPOTENTE. Há os Cohanim, há os Leviim e há os Israelim. Aquele que é Cohen tem mais responsabilidades do que aquele que é Levi, e aquele que é Levi tem mais responsabilidades do que aquele que é Israel. Mesmo agora, sem o Templo, o Cohen abençoa todos os outros em oração, redime o primogênito, fica limitado na escolha de uma noiva etc. O que você diz sobre isso? Que os Israelim deveriam andar com a sensação de que D’US não precisa deles? Além disso, como você sabe, a Torá impõe mais responsabilidades ao homem do que à mulher. Então, as mulheres, incluindo você, também não são necessárias para D’US?

O primeiro passo em direção a D’US começa com a plena aceitação de SUA Vontade… .

Com todo o respeito, Asher Kushnir.”

© Rav Asher Kushnir
Traduzido do russo exclusivamente por Projeto Noaísmo Info: © Projeto Noaismo Info

 

…sim, como bem o explica o Rav Asher Kushnir, mesmo dentro do próprio povo judeu há quantidades diferentes de mitsvót para cada um, sendo o seu mínimo os chamados 10 Mandamentos (mais precisamente As 10 Proclamações). É para o povo judeu em sua totalidade que as Mitsvot básicas somam 613. Básicas, isso mesmo. A verdade é que cada Mandamento Divino judaico se desdobra em dezenas ou em centenas de leis. Assim, 613 é apenas o número representativo do povo judeu, pois o número literal de leis que ele tem de cumprir é de milhares. E com os Bnei Noach não é diferente. Sete (7) é apenas o número representativo dos povos do mundo, pois cada Mandamento Divino noaítico se desdobra em várias unidades ou em dezenas de leis. E é exatamente isto o que nós vamos ver nesta lição. Veremos, segundo o Rav Moshé Weiner, de Israel, as Sete Mitsvot de Bnei Noach se desdobrarem em 90 Leis principais para os Bnei Noach (o que significa que não se resumem a apenas estas 90 (como pode ser verificado, por exemplo, na parte 5 e na parte 8 do Curso)).

 

Todavia, antes de começarmos, que fique bem claro para todos, como explica o próprio Rav Moshe Weiner, que:

“Os Sete Mandamentos dirigidos a toda a humanidade são estabelecidos pela Torá e são explicados pela tradição oral. Cada Mandamento dado no Monte Sinai é verdadeiro e eterno, nunca será alterado e nunca será substituído por outro, como a própria Torá declara.”

“Um Mandamento é uma ação que conecta uma pessoa com O ONIPOTENTE, Que lhe ordenou fazer isto. A essência do Mandamento é o cumprimento de SUA Vontade: a vontade humana se alinha com a Vontade do CRIADOR, e o ser humano assume de fato o “jugo do Reino dos Céus”.”

 

Como sabemos e já vimos diversas vezes aqui no Site, o Rebe, Rav Menachem Mendel Schneerson, de abençoada memória, sempre usou o versículo do profeta judeu Ieshaiáhu (Isaías (45:18)) como o fundamento, a base, das Sete Mitsvót Universais, e não por acaso, pois “as palavras “EU sou Hashem”,” explica o Rav Moshe Weiner, “implicam na obrigação de reconhecer e compreender O ALTÍSSIMO, de cumprir todas as Ordens e Leis que ELE estabeleceu. Esta é a manifestação da aceitação DELE como CRIADOR e MESTRE do Universo.

As palavras “e não há outro” são a base para a proibição da idolatria e da blasfêmia, nas quais todos os SEUS Mandamentos também se baseiam. D’US é UM SÓ, e o mundo não tem nem pode ter outro governante e outra fonte de lei e significado.”

 

90 Leis para os Bnei Noach

 

1. A PROIBIÇÃO DA IDOLATRIA, OU SEJA, NÃO ACEITAR A AUTORIDADE PLENA DE QUALQUER PODER OU ENTIDADE QUE NÃO SEJA O ETERNO, E SERVIR ISTO.

2. A OBRIGAÇÃO DE RECONHECER A EXISTÊNCIA DE D’US E DE ACREDITAR NELE.

3. A LEI DO SINCRETISMO RELIGIOSO.
(“Sincretismo aqui se refere ao conceito que descreve uma força participativa adicional a D’US como secundária em relação a ELE, existente de acordo com SUA Vontade.

De acordo com Rambam (Sábio Maimônides) e Ramban (Sábio Nachmânides), o sincretismo é proibido tanto para judeus quanto para não-judeus.

Em qualquer caso, todos os pensadores judeus concordam com as seguintes declarações:
o sincretismo é um ensino falso. Na realidade, UM ÚNICO D’US cria o mundo e o governa sem a participação de quaisquer forças adicionais. ELE é a Verdade;
todas as formas de serviço [espiritual] — adoração, sacrifício, [oração,] queima de incenso etc. — à força supostamente cúmplice do CRIADOR são proibidas. Servir esta força sozinha ou em conjunto com O CRIADOR é uma idolatria.”)

4. A OBRIGAÇÃO DE ACEITAR O JUGO DO REINO DOS CÉUS E OBEDECER TODOS OS MANDAMENTOS DO ONIPOTENTE.

5. O DEVER DA MODÉSTIA (RECATO).

6. A OBRIGAÇÃO DE AMAR O ETERNO.

7. A PROIBIÇÃO DE PROFETIZAR FALSAMENTE EM NOME DO ETERNO.

8. A PROIBIÇÃO DE DECLARAR-SE PROFETA DE DEIDADES PAGÃS.

9. A OBRIGAÇÃO DE OUVIR AS PALAVRAS DO VERDADEIRO PROFETA, QUE PROFETIZA EM NOME DO ETERNO E ORDENA O QUE É PERMITIDO PELA TORÁ.

10. A PROIBIÇÃO DE INVENTAR UMA NOVA RELIGIÃO OU UM NOVO MANDAMENTO.

11. A PROIBIÇÃO DE GUARDAR AS PROIBIÇÕES DO SHABAT NO SÉTIMO DIA DA SEMANA, COMO É DITO: “SEMEAR E COLHER … NÃO DEVE CESSAR”.
(Em outras palavras: “Os gentios são proibidos de guardar o Shabat. Uma das justificativas desta proibição tem que ver com a santidade do Shabat, que tem uma relação especial com o povo de Israel.”)

12. A PROIBIÇÃO DE MUDAR UM MANDAMENTO, OU SEJA, DE ALTERAR OU ANULAR UM DETALHE DE UM DOS SETE MANDAMENTOS UNIVERSAIS.

13. O DEVER DE REZAR A D’US E PEDIR SUA AJUDA EM CADA NECESSIDADE.

14. É DEVER AGRADECER AO ONIPOTENTE POR CADA COISA BOA, SEJA ELA PERMANENTE OU UMA EXCEÇÃO. EM PARTICULAR, VOCÊ DEVE AGRADECER AO ETERNO PELA COMIDA E PELA RENDA.

15. A OBRIGAÇÃO DE ESFORÇAR-SE PARA IMITAR (EMULAR) OS BONS ATRIBUTOS DO ONIPOTENTE.

16. O DEVER DE REFLETIR E EXAMINAR A PRÓPRIA CONDUTA E OS PRÓPRIOS ATOS INDIVIDUAIS A FIM DE OBTER UMA COMPREENSÃO DA EXATIDÃO DOS PRÓPRIOS ATOS E, SE NECESSÁRIO, ARREPENDER-SE E CORRIGIR OS PRÓPRIOS PECADOS INTENCIONAIS E NÃO INTENCIONAIS.

17. A PROIBIÇÃO DE SE REFERIR A UMA DEIDADE PAGÃ OU DE USAR OBJETOS OU IDÉIAS ASSOCIADAS AO PAGANISMO.

18. A PROIBIÇÃO DE PARTICIPAÇÃO EM FESTIVAIS PAGÃOS.

19. A PROIBIÇÃO DE MOSTRAR REVERÊNCIA POR UM OBJETO DE CULTO PAGÃO.

20. PROIBIÇÃO DE CONSTRUIR UMA ESTÁTUA DE UMA DEIDADE PAGÃ.

21. A PROIBIÇÃO DE FAZER (FABRICAR), REPARAR OU INSTALAR OBJETOS NECESSÁRIOS PARA A ADORAÇÃO PAGÃ.

22. A PROIBIÇÃO DE LUCRAR (DE BENEFICIAR-SE DA) COM A IDOLATRIA.

23. O MANDAMENTO DE DESTRUIR TODOS OS OBJETOS DE ADORAÇÃO PAGÃ E TODOS OS OBJETOS USADOS EM RITUAIS PAGÃOS.

24. A PROIBIÇÃO DE SEGUIR OS COSTUMES E AS NORMAS SOCIAIS PAGÃS.

25. A PROIBIÇÃO DE BLASFÊMIA. É DITO: “NÃO MALDIRÁS D’US”, E TAMBÉM, “QUEM MALDIZER SEU DEUS LEVARÁ SEU PECADO”, OU SEJA, SERÁ PUNIDO.

26. É PROIBIDO DIFAMAR O ONIPOTENTE OU DENEGRIR SUA GLÓRIA.

27. A PROIBIÇÃO DE DESTRUIR QUALQUER COISA QUE TEM O NOME DE D’US NELA.

28. A PROIBIÇÃO DE FALSOS JURAMENTOS.

29. A OBRIGAÇÃO DE CUMPRIR UM JURAMENTO OU VOTO.

30. A PROIBIÇÃO DE CORTAR E COMER O ÓRGÃO OU A CARNE DE UM ANIMAL VIVO.

31. O DEVER DE PROTEGER A NATUREZA E TODOS OS ANIMAIS SEM CAUSAR DANOS DESNECESSÁRIOS A ELES.

32. É PROIBIDO O CRUZAMENTO DE ANIMAIS DE DIFERENTES ESPÉCIES.

33. A PROIBIÇÃO DE ENXERTAR ÁRVORES FRUTÍFERAS.

34. PROIBIDO CASTRAR-SE (a proibição de esterilidade).

35. A PROIBIÇÃO DE ASSASSINATO.

36. A PROIBIÇÃO DE SUICÍDIO.

37. A PROIBIÇÃO DE CONTRATAR OU ENVIAR ASSASSINOS E ENVENENAMENTO POR ANIMAIS.

38. O DEVER DE SALVAR VIDAS NA HORA DO PERIGO.

39. O DEVER MORAL DO EXÍLIO VOLUNTÁRIO QUE INCUMBE A QUEM COMETEU ASSASSINATO NÃO INTENCIONAL.

40. A PROIBIÇÃO DE INFLIGIR LESÕES CORPORAIS.

41. O MANDAMENTO DE GARANTIR QUE O QUE NOS PERTENCE NÃO CAUSE DANOS FÍSICOS NEM MATERIAIS A NOSSO PRÓXIMO.

42. A PROIBIÇÃO DE INSULTOS.

43. A OBRIGAÇÃO DE PEDIR PERDÃO PARA AQUELES QUE PREJUDICAMOS POR PALAVRAS OU ATOS.

44. A [REPUGNÂNCIA] DE EXPELIR SÊMEN EM VÃO.

45. A PROIBIÇÃO DO ADULTÉRIO E DO INCESTO.

46. A PROIBIÇÃO DAS RELAÇÕES HOMOSSEXUAIS. (O LESBIANISMO TAMBÉM É PROIBIDO.)

47. A PROIBIÇÃO DA BESTIALIDADE.

48. A PROIBIÇÃO DE ESTUPRO E TODA VIOLÊNCIA SEXUAL.

49. A PROIBIÇÃO DE COMETER ATOS QUE POSSAM LEVAR À LIBERTINAGEM E A PROIBIÇÃO DE PRIVACIDADE.
(“As mulheres devem usar roupas modestas e evitar comportamentos provocativos. Em particular, uma mulher está proibida de nadar de maiô em local aberto na presença de homens; homens e mulheres estão proibidos de nadar juntos no mar ou em uma piscina porque isso desperta atração.”)

50. CRIAR UMA FAMÍLIA.

51. MARIDO E ESPOSA PODEM TER TANTO SEXO VAGINAL QUANTO ANAL, EMBORA ESTE ÚLTIMO NÃO DEVA SER PRATICADO COM MUITA FREQUÊNCIA. SEXO ANAL COM UMA MULHER SOLTEIRA É PROIBIDO.

52. A PROIBIÇÃO DE PROSTITUIÇÃO.

53. A PROIBIÇÃO DE ROUBO OU DE APROPRIAÇÃO ILEGAL DE BENS ALHEIOS.

54. A PROIBIÇÃO DE SEQUESTRAR UMA PESSOA.

55. A PROIBIÇÃO DE ROUBAR DE SEU VIZINHO.

56. A PROIBIÇÃO DE RETENÇÃO DO PAGAMENTO DO SALÁRIO DE UM EMPREGADO.

57. A PROIBIÇÃO DE EXTORSÃO SOB AMEAÇA DE VIOLÊNCIA FÍSICA. E A PROIBIÇÃO DE AMEAÇAR OUTRA PESSOA PARA QUE ELA LHE VENDA QUAISQUER DAS COISAS DELA.

58. A PROIBIÇÃO DE FRAUDE NAS RELAÇÕES COMERCIAIS.

59. A PROIBIÇÃO DO USO DE PESOS OU MEDIDAS INCORRETAS.

60. A PROIBIÇÃO DE ASSEDIAR A PROPRIEDADE DE OUTRO OU A ESPOSA DELE.

61. A PROIBIÇÃO DE PARTICIPAR NA PARTILHA DOS BENS ROUBADOS OU SAQUEADOS, COMPRÁ-LOS OU BENEFICIAR-SE DELES DE QUALQUER FORMA, OU AUXILIAR O CRIMINOSO DE QUALQUER FORMA.

62. A PROIBIÇÃO DE PREJUÍZOS AOS BENS DE OUTRAS PESSOAS.

63. A OBRIGAÇÃO DE DEVOLVER OS BENS DESVIADOS.

64. O MANDAMENTO DE CRIAR UM SISTEMA DE JUSTIÇA.

65. PROIBIDO OS NÃO-JUDEUS SE ENVOLVEREM NO ESTUDO DA TORÁ (exceto pelo estudo em si e para a prática correta dos mandamentos noaíticos).

66. O DEVER DE INSTRUIR AS PESSOAS NO CAMINHO DA LEI DE D’US.

67. A PROIBIÇÃO DE LEVAR OUTROS AO PECADO PARA DESVIÁ-LOS DO VERDADEIRO CAMINHO.

68. O DEVER DE AJUDAR OS POBRES E NECESSITADOS E DE REALIZAR ATOS DE CARIDADE.

69. É UM DEVER MORAL VIVER EM UM AMBIENTE ADEQUADO, LONGE DA MÁ SOCIEDADE E DAS MÁS COMPANHIAS.

70. A OBRIGAÇÃO DE SEGUIR OS DITAMES DA RAZÃO E DO BOM SENSO. (ESTES INCLUEM O DEVER DE HONRAR OS PAIS E DE RESPEITAR AS PESSOAS IDOSAS.)

71. É UM DEVER MORAL CUMPRIR A INJUNÇÃO DA TORÁ: “JULGUE SEU PRÓXIMO COM JUSTIÇA” (Levítico 19:15).

72. É DEVER DA SOCIEDADE ESTABELECER UM SISTEMA JUDICIAL ADEQUADO E NOMEAR OS JUÍZES APROPRIADOS.

73. É DEVER DE TODOS RECONHECER A AUTORIDADE DO JUDICIÁRIO.

74. A OBRIGAÇÃO DE TRATAR DOS ASSUNTOS RELATIVOS À OBSERVÂNCIA DOS SETE MANDAMENTOS UNIVERSAIS COM BASE EXCLUSIVAMENTE NAS REGRAS DA TORÁ.

75. É DEVER DO JUIZ DAR UM VEREDITO JUSTO E NÃO ENGANAR O TRIBUNAL.

76. É PROIBIDO O JUIZ ACEITAR SUBORNO PARA MUDAR SUA DECISÃO, COMO ESTÁ ESCRITO: “NÃO ACEITE SUBORNO”.

77. É DEVER DO JUIZ PROCURAR PROTEGER OS PERSEGUIDOS E OPRIMIDOS, E VIÚVAS E ÓRFÃOS, DE SEUS OPRESSORES, CONFORME PERMITIDO PELA LEI.

78. É DEVER DO JUIZ NÃO SUSPENDER UM CASO POR MEDO DE UM DOS LITIGANTES.

79. DECRETANDO QUE O TRIBUNAL NOMEIE JUÍZES MASCULINOS E USE O TESTEMUNHO DE HOMENS.
(“Esta lei aplica-se apenas às leis derivadas dos Sete Mandamentos dados no Monte Sinai. No entanto, no que diz respeito às regras criadas pela sociedade, a mulher tem o direito de agir como testemunha e juíza.”)

80. NA LEI JUDAICA, O TESTEMUNHO DE PARENTES NÃO É ACEITO E O JUIZ NÃO PODE SER UM PARENTE DO RÉU OU DE UMA DAS PARTES NA DISPUTA. NO ENTANTO, ESTA REGRA NÃO SE APLICA A TRIBUNAIS NÃO JUDAICOS. PARENTES SÃO OBRIGADOS A COMPARECER EM TRIBUNAL EM QUESTÕES RELACIONADAS COM A OBSERVÂNCIA DOS SETE MANDAMENTOS. OS FAMILIARES GERALMENTE NÃO PODEM ATUAR COMO TESTEMUNHAS EM QUESTÕES DE PROPRIEDADE, UMA VEZ QUE TÊM UM INTERESSE MATERIAL NO RESULTADO FAVORÁVEL DO CASO.

81. O DEVER DO TRIBUNAL DE CONDUZIR OS CASOS QUE ENVOLVEM O CUMPRIMENTO DOS SETE MANDAMENTOS COM BASE NO TESTEMUNHO DE UMA TESTEMUNHA DIGNA.

82. É DEVER DE QUALQUER UM QUE POSSA PRESTAR DEPOIMENTO EM UM CASO DE VIOLAÇÃO DE UM DOS SETE MANDAMENTOS COMPARECER PERANTE O TRIBUNAL.

83. A PROIBIÇÃO DE COMETER PERJÚRIO.

84. A PROIBIÇÃO DE CONTRATAR FALSAS TESTEMUNHAS.

85. O DEVER DO TRIBUNAL DE INVESTIGAR AS TESTEMUNHAS E VERIFICAR A VERACIDADE DO SEU DEPOIMENTO.

86. O DEVER DO TRIBUNAL DE IMPOR A SENTENÇA DE MORTE A QUALQUER PESSOA CONSIDERADA CULPADA DE VIOLAR OS MANDAMENTOS DIVINOS UNIVERSAIS DA TORÁ.

87. É DEVER DO TRIBUNAL INVESTIGAR OS MOTIVOS DOS CRIMES.

88. A OBRIGAÇÃO DO TRIBUNAL DE TRATAR QUESTÕES DE HERANÇA.

89. É DEVER DO ESTADO ESTABELECER ÓRGÃOS RESPONSÁVEIS PELA APLICAÇÃO DAS DECISÕES JUDICIAIS.

90. A OBRIGAÇÃO DE ACEITAR AS LEIS DA SOCIEDADE E DE OBEDECÊ-LAS.

 

Certamente que as Leis Noaíticas ou Leis de Noá (popularmente Noé) passam facilmente de uma centena como vimos em todo o Curso. Apenas para dar dois exemplos, há as Nove (9) práticas proibidas de Deuteronômio 18:9-14 — veja-as em https://a-fe-original–noaismo.info/curso-bnei-noach-parte-5/ —, e há Duas dos seis mandamentos constantes do coração não citadas nessas 90 Leis (temer Hashém e proteger a mente de pensamentos e desejos estranhos) — veja-as em https://a-fe-original–noaismo.info/curso-bnei-noach-parte-15/ —.

 

(O curso prossegue na próxima parte.)

 

Por Rav Moshe Weiner (Rabino Supervisor da Ask Noah International e autor do The Divine Code)
Traduzido do russo exclusivamente por Projeto Noaísmo Info: © Projeto Noaismo Info

© Rav Moshe Weiner
© Rav Asher Kushnir
© Projeto Noaismo Info

 

Clique aqui  Bnei Noach 28
Clique aqui 
Bnei Noach PROSSIGA COM…

Site Bnei Noach (BRA)_Bnei Noach_Filhos de Noé_Leis Universais_Projeto Noaismo Info

© Projeto Noaismo Info (Site Bnei Noach)