As suas almas que reencarnam e a sua alma que não reencarna

APRESENTA

 

As suas almas que reencarnam e a sua alma que não reencarna

Por Rabi DovBer Pinson

 

Guilgul: Reencarnação das Suas Almas
A Torá fala [por exemplo] do encontro entre Moshe, a alma de Hevel/Abel, e Yitro, a alma de Kayin/Cain, e sua reconciliação.

Existe o nosso eu autobiográfico, o “eu” pessoal, que inclui a nossa forma particular de pensar, de sentir e de interagir com os outros. É a isto que você costuma se referir quando diz ‘eu me conheço’. O que você está realmente dizendo é que você conhece sua história.

Cada pessoa tem sua própria história. Quando uma pessoa nasce, ela nasce com uma alma individual com um tipo particular de alma. Imagine uma folha de papel em branco, simbolizando o início da vida de alguém. Ela está vazia; experiências de vida ainda não foram escritas nela. Por outro lado, esta folha em branco já tem uma tonalidade, uma textura e um peso. Algumas folhas de papel têm uma tonalidade amarela; outras têm uma tonalidade azul mais sutil, e outras são cinzas. Algumas são foscas e outras são mais brilhantes.

Todos nós temos inclinações naturais e modos de ser, mesmo antes de nossa história de vida começar a se desdobrar. Uma pessoa está mais inclinada a ser generosa e outra está mais inclinada a ser contida. Tais são os matizes particulares no fundo de nossa história, informando como a história será vista e compreendida. Cada dia e cada momento estamos ‘escrevendo’ nossa história. Nossos pensamentos, ações e experiências estão sendo impressos em nosso papel, em nossas Nefesh, Ruach e Neshamá particulares.

Diferentes personalidades vão experimentar o mesmo evento de forma diferente, de acordo com sua ‘tonalidade’ ou tipo de alma. Todas as variedades de almas, com suas diferentes percepções e histórias de vida, estão enraizadas em diferentes partes da alma primordial de Adam Kadmon/Adão Primordial[*]. Algumas almas estão enraizadas na ‘cabeça’ deste ser, e algumas se derivam de suas ‘mãos’, ‘coração’, ou ‘pés’.

[* Adam Kadmon não se trata do primeiro ser humano, mas de um mundo ou um plano da realidade.]

Almas ‘cabeça’ podem gravitar em direção a atividades intelectuais, enquanto almas ‘mãos’ podem tender a trabalhar com destreza manual. As almas ‘coração’ podem transbordar de emoção ou devoção, e as almas ‘pés’ podem ser orientadas para estilos de vida ativas e movimentadas. Os padrões genéticos do nosso corpo físico, juntamente com a nossa educação, condicionamento e ambiente, são todas expressões providenciais do nosso tipo de alma.

Cada imagem da alma é holográfica; uma alma ‘cabeça’ não carece de coração, e uma alma ‘coração’ tem alguns atributos ‘cabeça’. Cada expressão distinta da alma primordial possui todas as capacidades de pensar, sentir, trabalhar e se mover. No entanto, alguém nascido com uma alma ‘cabeça’ que decide se ocupar com atividades e preocupações da alma ‘mão’, está agindo contra sua verdadeira natureza. Isto impede que a pessoa se realize plenamente.

Para ser um ser humano plenamente realizado e atualizado, precisamos articular quem realmente somos, nossa expressão distinta da alma precisa ser totalmente expressa. Este é o nosso Tikun ou aperfeiçoamento….

…Todos nós temos áreas de singularidade ou especialidade onde brilhamos, e outras áreas onde não brilhamos tanto. Algumas pessoas são humanitários notavelmente compassivos e ainda acham desafiador se relacionar com suas próprias famílias. Alguns se destacam nas relações familiares e são pais, filhos, irmãos ou irmãs exemplares, mas enfrentam dificuldades na hora de fazer caridade e desfazer-se de seu dinheiro suado. As áreas em que brilhamos mais intensamente estão diretamente relacionadas às nossas raízes particulares dentro da alma coletiva de Adam. Nosso eu consciente, incluindo nossas ações, palavras, pensamentos, experiências e memórias, são expressões de nossa alma pessoal. Isto é o que a nossa alma é para a eternidade.

Como princípio geral, nossa individualidade ou brilho especial, aquela parte de nossa alma que se manifestou como nossa singularidade, não reencarna. Ela não precisa reencarnar porque através de seu desenvolvimento, seus desafios e sucessos, ela já alcançou plenamente o Tikun nesta vida. As partes de nós que precisam ser reencarnadas e re-pessoalizadas são os aspectos de nossa alma com os quais tivemos pouca experiência nesta vida….

 

Por Rabi DovBer Pinson
Traduzido do inglês por Projeto Noaísmo Info: © Projeto Noaismo Info

© Rabi DovBer Pinson
© Projeto Noaismo Info

Em memória de e para a elevação da alma de A.R.

 

O Rav Shimshon Bisker também trata de temas como alma, reencarnação…, em alguns de seus livros. Adquira os livros digitais do Rav Shimshon Bisker na Livraria virtual Projeto Noaismo Info:

Curso Bnei Noach parte 30 – ESPECIAL: LIVRARIA virtual Projeto Noaismo Info

Site Bnei Noach (BRA)_Bnei Noach_Filhos de Noé_Leis Universais_Projeto Noaismo Info

 

© Projeto Noaismo Info (Site Bnei Noach)

Lição através de uma pintura

APRESENTA

 

Vídeo por Rav Shimshon Bisker, de Israel

© Rav Shimshon Bisker

Adquira livros digitais do Rav Shimshon Bisker na Livraria virtual Projeto Noaismo Info:

Curso Bnei Noach parte 30 – ESPECIAL: LIVRARIA virtual Projeto Noaismo Info

Mazal Tov, O Que Significa?

Mazal Tov, O Que Significa?

 

“Mazal Tov” é uma conhecida expressão usada pelos judeus (e agora pelos Bnei Noach também) para desejar boa sorte.
Mas, qual é a origem desta expressão?

Mazál pode ter diferentes conotações dependendo do contexto, mas todas elas estão conectadas a sua definição básica:
algo que goteja para baixo desde cima.
De fato, os signos do zodíaco em hebraico são chamados mazalot, já que guiam desde as estrelas. Também se utiliza Mazal para referir-se à raiz da alma.

A cabalá diz que apenas uma parte da nossa alma habita em nosso corpo, enquanto que a parte principal, nosso mazal, permanece acima, brilhando sobre nós à distância.

É por isso que, ocasionalmente, podemos receber um fluxo extra de energia da nossa alma no alto, sobretudo nos momentos de celebração como nascimentos ou um casamento.

Assim, quando dizemos para alguém Mazal Tov, estamos lhe dando uma benção:
que essa gota de inspiração de sua alma no alto não se dissipe. Que você seja consciente das bênçãos na sua vida e esteja preparado para receber mais.

 

Traduzido do espanhol por Projeto Noaísmo Info: © Projeto Noaismo Info

© Jabad Argentina
© Projeto Noaismo Info

 

Para aprender mais sobre alma e vida após vida, adquira os livros digitais do Rav Shimshon Bisker, de Israel, em nossa livraria, a Livraria virtual Projeto Noaismo Info:

Curso Bnei Noach parte 30 – ESPECIAL: LIVRARIA virtual Projeto Noaismo Info

Site Bnei Noach (BRA)_Bnei Noach_Filhos de Noé_Leis Universais_Projeto Noaismo Info

© Projeto Noaismo Info (Site Bnei Noach)

O Que Dizer Sobre a Humanização dos Animais?

apresenta

A PRIMEIRA MATÉRIA DO NOVO ANO DE 2022, GRAÇAS A D’US!

Perguntas & Respostas

 

Pergunta:
O que a Torá da Verdade tem a dizer sobre alguns humanos que estão humanizando ou que humanizam os animais?

 

Resposta:
Por Rabi Jaim Mates Frim

É bom aprender as boas e más qualidades dos animais para sermos melhores seres humanos. E é interessante aprender das respostas de cada um, para entendermos melhor.
Não estou querendo dizer em momento algum que os animais são melhores que os seres humanos ou que diante da escolha de uma sobrevivência (D’US nos livre) haveria de se dar prioridade a um animal em vez de a uma pessoa. Fomos criados para cuidar do, e trabalhar o, universo, multiplicarmos e enchermos o mundo e revelarmos a DIVINDADE que há nele. Revelar que em tudo está D’US e que não há nada nem ninguém mais que ELE e fora DELE. Viver, nos divertir e sermos felizes com ELE.
A Torá nos ensina e nos ordena cuidar dos animais e tratá-los bem, não fazê-los sofrer, e fazermos um mundo para que todos [pessoas e animais] vivamos melhor.
O Arizal (sábio rabi Yitschac (Isaac) Luria) ensina que há almas [re]encarnadas em animais, plantas e minerais, mas apenas para seguirem evoluindo ou fazerem alguma retificação. Não em todos os animais nem em tudo o que existe, e não entendemos bem de que se trata e como isso funciona. Assim, não temos de humanizar os animais, nem tratá-los com pensamentos, sentimentos ou virtudes a nível dos humanos.
É um desafio entender que o ser humano é que é a máxima criação do universo, a única [criação] com livre-arbítrio. Isso nos dá responsabilidade perante D’US e a SUA Criação, e perante nós mesmos, e por isso podemos crescer e cair, melhorar e piorar, fazer o bem e o mal. E se caímos muito baixo é para nos elevarmos mais acima, além de nossa própria natureza e capacidades.
Somos os únicos com consciência de nós mesmos e de nosso redor.
Os únicos que podem falar com D’US e decidir trabalhar e viver com ELE ou não.
Os únicos que podem criar algo novo e transformarmos a nós mesmos para prazer e delícia do CRIADOR.
O pior ser humano pode superar-se e ser melhor, o melhor. O animal, o vegetal e o mineral não podem ser mais do que são: nem melhor nem pior, nem mau nem bom, não podem decidir mudar nem desviar-se de suas naturezas.
Quem ama e valoriza mais os animais do que as pessoas, ou D’US, simplesmente está “trocando as bolas” e está-se perdendo do verdadeiro ponto, o motivo pelo qual ele foi criado.

 

Por Rabi Jaim Mates Frim
Traduzido do espanhol por Projeto Noaísmo Info: © Projeto Noaismo Info

© Rabi Jaim Mates Frim
© Projeto Noaismo Info

 

Feliz novo ano de 2022 com sucesso e tudo de bom para todos!

APROVEITE O NOVO ANO DE 2022 PARA ADQUIRIR MAIS CONHECIMENTO DIVINO ATRAVÉS DE NOSSOS LIVROS DIGITAIS NA NOSSA LIVRARIA VIRTUAL

Curso Bnei Noach parte 30 – ESPECIAL: LIVRARIA virtual Projeto Noaismo Info

Site Bnei Noach (BRA)_Bnei Noach_Filhos de Noé_Leis Universais_Projeto Noaismo Info

© Projeto Noaismo Info (Site Bnei Noach)