Guia Rósh Hashaná/Yom Kipúr Bnei Noach 2019

B”H

 

A Fé Original: Noaismo.info

O Site de Bnei Noach do Brasil

 

 

“Rosh Hashaná:

o destino do mundo está em nossas mãos

 

Contrariamente ao que muitos pensam, Rósh Hashaná não é o aniversário da Criação do mundo, mas sim, de Adão e Eva. Em nossas preces, muitas vezes nos referimos a Rósh Hashaná como o dia que marca a gênese do universo, mas apenas por que o homem é seu ponto alto e propósito de sua criação. Rósh Hashaná – Ano Novo bíblico – é o aniversário da humanidade. É, também, Yóm HaDín: Dia do Julgamento. É em Rósh Hashaná que D’us decide se renovará Seu contrato com o mundo para mais um ano: se manterá sua existência ou não. D’us decreta o destino de todo o universo – e de todos aqueles que nele habitam – em Rósh Hashaná. A Humanidade pode não perceber isto, mas os Céus decidem seu destino em Rósh Hashaná

Portanto, erra quem pensa em Rósh Hashaná como o dia 1o de janeiro judaico. O ano novo bíblico não é um momento de se estourar champanha e festejar. Pelo contrário, os dois dias de Rósh Hashaná são os mais cruciais do ano. Devemos nos comportar em Rósh Hashaná com a seriedade que a data requer. Nesses dois dias, o destino do mundo está em jogo. Nosso comportamento nessa festividade – nossas preces, nossa atenção plena e nossas resoluções – influenciarão o curso do ano inteiro, para nós mesmos e para o mundo.

 

O 2o Dia de Rosh Hashaná:

uma oportunidade de se ter um julgamento Divino mais favorável

 

Rósh Hashaná é celebrado durante dois dias, mesmo em Israel. Há razões técnicas para a festa ser observada durante dois dias mesmo na Terra Santa. Estas são, também, profundas e místicas. A Cabalá ensina que o primeiro dia de Rósh Hashaná está associado com a Sefirá de Guevurá – o Divino atributo de força, justiça e severidade. Se D’us apenas julgasse o mundo no primeiro dia de Rósh Hashaná, ELE o faria de acordo com Seu atributo de Guevurá – a justiça rígida. Se assim fosse, é possível que muitos de nós – e talvez o mundo todo – não fôssemos atendidos. D’us, portanto, deu-nos um segundo dia de Rósh Hashaná – um dia adicional de julgamento – para atenuar qualquer Decreto Celestial severo que porventura tenha sido emitido no primeiro dia da festa. O segundo dia de Rósh Hashaná é uma dádiva da misericórdia Divina.

Muitos judeus observam apenas o primeiro dia de Rósh Hashaná. Costumam ir à sinagoga apenas no primeiro dia porque creem já ser suficiente. Grave erro. O segundo dia da festa é uma oportunidade de se conseguir um Julgamento Divino mais favorável, para nós e para o mundo todo. É aconselhável guardarmos o segundo dia de Rósh Hashaná com igual respeito como no primeiro.

Como os dois dias de Rósh Hashaná influenciam todos os outros dias do ano, cada um de seus minutos é precioso. Assim sendo, reduzimos as horas de sono e evitamos conversas triviais. Rósh Hashaná são os dois dias no ano em que precisamos dar o melhor de nós, espiritualmente.”

— Revista Morashá (editado por Noaismo.info)

 

Acesse o Guia 2019 em:

https://a-fe-original–noaismo.info/2019/09/01/guia-rosh-hashana-yom-kipur-bnei-noach-2019/

Anúncios